sábado, 30 de agosto de 2014

20 anos do Britpop








Em 1990, antes de ir pro meu "trampo" no "Correio da Bahia" onde trabalhava como chargista, dava sempre que possível uma olhada num programa de clipes que tinha, acho que na Rede Manchete. E um dos clipes que mais rodava no programa, era o de "She Bangs the Drums", megahit dos Stone Roses, a maior sensação inglesa daquele momento e que invadia as rádios e TV's de todo o mundo. De quebra, trazia a reboque uma nova geração de bandas inglesas como Happy Monday, Soup Dragons, Inspiral Carpets entre outras e que fugiam do "ranço" pós-punk que dominou o rock inglês nos anos 1980. O "boom" dos Stone Roses foi abafado pelo estouro do Nirvana em 1991 trazendo com ele o grunge. A banda inglesa depois disso caiu no esquecimento.



O que pouca gente ia imaginar é que os Stone Roses inspirariam um movimento inglês que surgiria em 1994 através do álbum de estreia de uma nova banda inglesa: o Oasis. "She Bangs The Drums" e o disco do qual fazia parte, o de estreia dos Stone Roses lançado cinco anos antes, foi uma das referência sonoras para o britpop.



Muitos consideram o britpop, uma resposta britânica ao grunge dos norte-americanos que no começo dos anos 1990, era tido como a renovação e novo sopro de vida que o rock precisava. No entanto, o britpop surgia no momento em que o grunge fazia a sua curva descendente. Kurt Cobain havia morrido em 1993, decretando o fim do Nirvana, o grande "farol" grunge, e assim fazendo o movimento perder fôlego. Reagindo à crueza e ao peso do grunge, o britpop se caracterizou pelas canções supermelódicas, o uso e abuso dos refrões e a sonoridade muito influenciada pelos Beatles (fase 1965-66), The Who, Kinks e pelo punk inglês dos anos 1970, e claro, Stone Roses que eu havia citado no começo nessa “geléia geral”.


O grande marco inaugural do britpop foi o lançamento do álbum “Definitely Maybe”, o trabalho de estreia do Oasis em 30 de agosto de 1994, há exatos 20 anos. “Definitely Maybe” deu cara e forma ao som do britpop mostrou o Oasis ao mundo. Cheios de autoestima, os irmãos Noel e Liam Gallagher se destacaram por afirmar que Oasis era a melhor coisa que existiu no rock, tendo à frente deles, os Beatles, as suas grandes influências. Sem falar nas brigas entre os dois irmãos que ajudavam a vender jornais e disco.


 No vácuo do sucesso do Oasis vieram bandas como Suede, The Verve, Supergrass, Placebo, Radiohead e mais meio mundo de bandas. Mas foi no Blur que o Oasis encontrou o seu grande rival, revivendo antigas rivalidades do rock inglês como a que havia entre Beatles e Rolling Stones nos anos 1960. As trocas de farpas e “espinafradas” entre Liam Gallagher, do Oasis e Damon Albarn, do Blur, através da imprensa dava um tempero maior ao Britpop.


Por volta do final dos anos 1990, o “britpop” foi decaindo, porém uma nova leva de bandas foi aparecendo, guardando os referenciais do movimento e propondo novas possibilidades como Travis, Keane, Coldplay entre outras. O britpop ainda exerceria influência no chamado “Post-Punk Revival” que surgiria no começo dos anos 2000, capitaneado pelos Strokes, Libertines, The Killers, The Hives e mais uma “penca” de gente. Mas isto, é uma outra história.


Confira o clipe de "Supersonic", faixa de “Definitely Maybe”, álbum de estreia do Oasis e que deu o ponta pé inicial ao Britpop como movimento.



Nenhum comentário:

Postar um comentário