terça-feira, 30 de agosto de 2011

Charges da Metrópole - 30 de Agosto



Charges da Metrópole - 29 de Agosto



Um clássico do rock baiano dos anos 1990





O que talvez pouca gente sabe, é que o hoje ex-vocalista do Jammil, Tuca Fernandes, tem um passado roqueiro, quando fez parte do meio underground musical de Salvador no início da década de 1990, época era vocalista da banda Diário Oficial.

Por volta de 1991, a saudosa rádio Aratu FM, a única rádio "rocker" de Salvador, da qual saiu na década anterior, o radialista e programador Marcelo Nova para brilhar como vocalista do Camisa de Vênus, lançou o LP "Rock 96"(96 era o prefixo da emissora), uma coletânea com as bandas do cenário do rock baiano da época. Entre as bandas, estava a Diário Oficial, que compareceu com a faixa "Soberano". Comprei esse disco na época e eu os meus amigos ouvíamos direto.

"Soberano" foi bastante executada no rádio na época, virando um grande hit e alimentando a esperança de que havia uma luz no fim do túnel do rock da Bahia. Com sua letra narcisista, "Soberano" tem como grande destaque os solos de gaita, muito bem tocado e que deram alma à canção.

O tempo passou, infelizmente o rock daquela geração baiana não decolou. O pior é que trê anos depois, Tuca optou por um caminho digamos..."mais fácil". Montou uma banda de axé, o Jammil, e já com uma gravadora grande engatada, a EMI, lançou o primeiro álbum e fez sucesso no Brasil inteiro.

O Jammil chegou a regravar "Soberano", se não me engano num disco ao vivo, mas sem o mesmo brilho, a emoção e inspiração do Diário Oficial. Vale apena conferir o video que na verdade é mais áudio do que vídeo. O que importa é conferir uma das coisas que tem de bacana na história do rock baiano.

Pra mim, "Soberano" é melhor do que todos os hits que o Jammil gravou.

Erasmo Carlos - teaser do clipe de "Kamasutra"




Este ano de 2011 está sendo muito especial para Erasmo Carlos, um dos mais importantes nomes da história do rock brasileiro. O "Tremendão" fez 70 anos de idade em julho passado, mas está cheio de gás, acabou de lançar o seu mais novo álbum, "Sexo", fazendo shows adoidado, parcerias com a nova geração de compositores, enfim, está se renovando.

Da sua geração, Erasmo talvez seja o único que não depende da aura da Jovem Guarda. Roberto Carlos conseguiu também isso, porém há muito tempo vem se repetindo, sem ousar, sem se renovar. Os outros ídolos da Jovem Guarda, a maioria está na base de fazer "bailes da terceira idade", fazendo discos presos ao passado glorioso .

Nadando contra a corrente do passado "jovenguardiano", Erasmo se renovou, deu um novo frescor aos seus trabalhos, gravando com gente das novas gerações do rock brasileiro. Essa renovação ficou mais evidente com o disco "Rock'n'Roll" (2010) , no qual ele deixa bem claro a sua importância histórica para o gênero no Brasil e foi muito bem aclamado pelo público e pela crítica.

Em "Sexo"(2011), o "Tremendão" mantém essa renovação na sua música, acompanhado de declarações polêmicas na mídia ao falar de sexo. Fez parceria com Arnaldo Antunes, em "Kamasutra", como mostra o teaser do clipe da faixa do mesmo nome. No teaser possível vê-lo gravando, ensaiando ao lado de gente como o produtor, músico e ex-Mutante, Liminha (músico careca de camisa cinza) e também de Arnaldo Antunes.
Chama a atenção também a bem sacada pop da capa do novo disco dele, que aparece no fim do teaser. Mais um ponto a favor do "Tremendão".

Vale a pena conferir




terça-feira, 23 de agosto de 2011

Globo copia Globo na abertura da novela "Fina Estampa"



Ter uns "aninhos" a mais não é fácil. Hoje parei pra ver a nova novela das 21h da Globo, "Fina Estampa", de Agnaldo Silva. Quando vi a abertura, me deu uma sensação de "deja vu", a sensação de que já tinha visto alguma abertura de novela parcida, da mesma Globo, lá nos anos 1980. Pensei em "Brilhante"(1981), de Gilberto Braga e "Chamapgne" (1983), do Manoel Carlos. Forcei mais a memória e concluí que a semelhança era mesmo com "Brilhante".

Dei uma vasculhada na "Santa Internet" e não é que a minha memória estava certa? A Globo "copiou" a si mesma. É só conferir e tirar as conclusões. Aliás, hás uns 20 anos, uma tv mexicana também copiou a abertura de "Brilhante", mas não sei dizer o nome da novela.

Polêmicas à parte, tem que se reconhecer que o cuidado que a Globo tem com as aberturas de suas novelas, não é de hoje. São verdadeiras obras de arte.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

30 anos da MTV norte-americana



A MTV norte-americana está fazendo hoje 30 anos de existência. A emissora entrou no ar no dia 1º de agosto de 1981, tendo como primeira exibição, o vídeo do lançamento da Apollo 11 que levou pela primeira vez o homem à lua. Logo depois, o primeiro vídeo-clipe a ser mostrado pela emissora foi "Video Killed The Radio Star" (1979), megahit do grupo new wave britânico The Buggles.

O canal foi responsável por uma grande transformação na música pop e na indústria do disco nas últimas 3 décadas. O vídeo-clipe passou a ser um produto praticamente imprescindível para lançamento de novos artistas e para impulsionar as vendas dos discos. Ainda que muitos artistas já ultilizassem os vídeo-clipes antes mesmo da criação da MTV, foi somente apartir do surgimento do canal que os vídeo-clipes foram levados mais a sério. As gravadoras passaram a investir mais no produto e percebendo ali um novo ramo para aumentar os seus lucros: os vídeo-clipes em home-vídeos. Além de se ouvir o álbum, havia a possibilidade de ver os vídeo-clipes das canções do mesmo álbum. Um novo mercado musical nascia.

Foi através da MTV que artistas como Michael Jackson, Madonna, Guns'n'Roses, Nirvana entre outros, se tornaram "semi-deuses" da música pop e verdadeiros fenômenos de vendagens de discos em escala planetária. Aqui no Brasil, nos anos 1980, mesmo ainda não existeindo a MTV por estas terras, o canal norte-americano exercia a sua influência; as emissoras de TV brasileiras criaram os programas de vídeo-clipes, mostrandos os hits que bombavam no mundo inteiro naquela época, bem como vídeo-clips da bandas do rock brasileiro que eram a grande sensação musica dos anos 1980. A Globo tinha o seu "Clip-Clip", a Rede Manchete o "Schock, e até mesmo aqui em Salvador, a Tv Itapoan tinha o seu programa de vídeo-clipes, o "Vídeo Jovem", que no início era bom, depois foi descambando para a mediocridade com a ascenção da Axé Music.

Em outubro de 1990, a MTV brasileira nasceu , fez uma verdadeira revolução na indústria do vídeo-clipe nacional, bem como ajudou na fomentação da música pop brasileira dos anos 1990 e a revelar ídolos nacionais daquela década como Skank, Raimundos, Planet Hemp, Chico Science & Nação Zumbi, e a revitalizar a carreira de veteranos com os discos e DVDs acústicos dos Titãs, do Capital Inicial e do Ira!