sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Metallica e os 25 anos do "Black Album"



Odiado por uns, amado por outros, há exatos 25 anos, o quinto e homônimo álbum do Metallica chegava às lojas de todo o mundo. Se os álbuns anteriores do grupo como “Master of Puppets” estão entre os mais queridos pelos fãs mais antigos e responsáveis pela renovação do metal nos anos 1980, “Metallica”, o álbum, elevou a banda californiana, de respeitado nome do circuito do underground do metal para um dos gigantes do rock mundial. Se o Metallica tem uma grande popularidade planetária hoje, parte desse mérito se deve ao “Black Album”, como também é chamado o quinto trabalho do grupo.



No “Black Album”, o Metallica abandonou as músicas longas e cheias de divisões, e buscou fazer faixas mais curtas, diretas e enxutas, limpando os “excessos”sem, no entanto, abrir mão do peso sonoro. Acredito que aí está um dos segredos do sucesso do álbum que chegou à marca de mais de 20 milhões de cópias vendidas, ajudando com isso o heavy metal a frequentar as FM’s e a MTV. Me lembro que fiquei surpreso ao ouvir “The Unforgiven” numa FM daqui de Salvador. Outras faixas como “Enter Sandman” e "Nothing Else Matters" se tornaram megahits. O álbum rendeu ao Metallica prêmios Grammy, MTV e American Music Awards. Por causa do sucesso desse álbum, o Metallica fez uma gigantesca turnê com mais de 300 shows em três anos. 


“Enter Sandman”




“The Unforgiven” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário