quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Charges da série "Maus hábitos do baiano" (2006) - parte IV: "Surfar" no ônibus




Um mal hábito que pode ser considerado também um filhote do "morcego": o "surf rodoviário". Alguns chamaram também de "homem aranha". Teve seu auge nos anos 2000. Foi um "modismo" que de tão perigoso, não durou muito tempo. Confira o que escrevi na época.

"Versão 'rodoviária' do 'surf ferroviário', o 'surf' no ônibus chegou a ter alguns praticantes em Salvador.
Cheguei a presenciar alguns deles, a maioria, estudantes de colégios públicos, que subiam no teto dos ônibus para 'surfar' e urrar. E como urravam esses moleques...pareciam que estavam de "caganeira".
O 'surf rodoviário' foi mais uma demonstração 'criativa' de alguns soteropolitanos cansados do jeito monótono de andar de ônibus na capital baiana, cujo transporte é um dos mais 'desavançados' do país.
Devido aos acidentes, com alguns praticantes indo urrar no 'além', e o fato desse 'esporte' em si, ser perigoso demais, o 'surf rodoviário' foi perdendo força. São poucos os que se aventuram a 'surfar' no 'buzu' hoje." (12/11/2006)

Nenhum comentário:

Postar um comentário